Protocolo de Serviços Web


 

Protocolo é a “língua” dos computadores, ou seja, uma espécie de idioma que segue normas e padrões determinados. É através dos protocolos que é possível a comunicação entre um ou mais computadores.

Quando você abre o navegador Web e na barra de endereços digita um site, a url do site, por exemplo http://www.necti.com.br, você diz para seu navegador usar os protocolos TCP/IP junto com DNS para buscar onde está o site e em seguida o navegador usa o HTTP para estabelecer uma conexão com o servidor Web onde está hospedado esse site, dessa forma será mostrada o portal/site que você digitou na barra de endereços.
Esse tipo comunicação chama-se cliente-servidor, onde você com um software que interpreta o protocolo utilizado por um servidor remoto e mostra de forma organizada as informações contidas nesse servidor na sua tela de cliente.

Na Internet, a principal família é a TCP/IP, formada por diversos protocolos, e estaremos listando alguns dos protocolos mais conhecidos e importantes.

HTTP (Hyper Text Transfer Protocol): É o protocolo básico para a navegação em sites da World Web Wide (a rede mundial). Funciona através da conexão cliente-servidor em que o primeiro envia uma requisição e recebe de volta uma resposta com informações sobre o estado da requisição (completa, incompleta ou com erros) e o conteúdo solicitado. Na web o cliente é o navegador.

HTTPS (Hyper Text Transfer Protocol Secure): É uma implementação do protocolo HTTP sobre uma camada adicional de segurança que utiliza o protocolo SSL/TLS. Essa camada adicional permite que os dados sejam transmitidos por meio de uma conexão criptografada e que se verifique a autenticidade do servidor e do cliente por meio de certificados digitais. É aí que entra a diferença entre o HTTP e o HTTPS, do qual o primeiro é trafegado em texto puro e o segundo encriptado com SSL/TLS.

SSL (Secure Sockets Layer): O SSL é um protocolo que fornece privacidade e integridade entre os dois aplicativos de comunicação, utilizando TCP/IP. O Hypertext Transfer Protocol (HTTP) para a World Wide Web utiliza SSL para executar comunicações seguras. Os dados que vem e voltam entre o cliente e o servidor são criptografados utilizando um algoritmo simétrico, como DES ou RC4. As versões 1 e 2 do protocolo SSL fornecem somente autenticação de servidor. A versão 3 inclui autenticação de cliente, utilizando os certificados digitais do servidor e do cliente.

TLS (Transport Layer Security): Permite a comunicação segura entre os lados cliente e servidor de uma aplicação web. O protocolo TLS foi criado para substituir o SSL, um protocolo que já é considerado inseguro. 

TCP (Transmission Control Protocol): fornece um serviço de entrega de pacotes confiável, e orientado por conexão. Executa a segmentação e reagrupamento de grandes blocos de dados enviado pelos programas, e garante o sequenciamento adequado e entrega ordenada de dados segmentados. Envia mensagens positivas dependendo do recebimento bem-sucedido dos dados.

UDP (User Datagram Protocol): Protocolo mais simples, não é orientado por conexão. Não verifica nem se o destino está online, ou seja, não há uma confiabilidade no recebimento da resposta. Mas é mais rápido do que o TCP, pelo fato de não haver uma verificação prévia.

DNS (Domain Name System): Funciona como um sistema de tradução de endereços IP para nomes de domínios. Quando você digita o nome de alguma página, o seu navegador consulta antes um servidor DNS, para descobrir o endereço IP correspondente e, só a partir daí, o redireciona para o site desejado. Imagine ter que decorar endereços IP para acessar todos os sites. Seria complicado, não é verdade? Dessa forma, qualquer site nada mais é do que uma conversão do seu endereço IP para um nome mais fácil de decorar.

Cada máquina possui um DNS primário e secundário. Se um servidor DNS não reconhecer o endereço em questão, ele envia a requisição para um outro servidor.

ARP (Address Resolution Protocol): É um protocolo usado para encontrar um endereço MAC a partir do endereço IP. O RARP (Reverse ARP) é usado para associar um endereço MAC conhecido a um endereço IP.

ICMP (Internet Control Message Protocol): Protocolo de manutenção que relata erros e permite conectividade simples. É usado pela ferramenta PING.

SMTP (Simple Mail Transfer Protocol): É o protocolo padrão que permite transferir o e-mail de um servidor para outro, em conexão ponto a ponto.

SNMP (Simple Network Management Protocol): Protocolo de gerenciamento de rede simples. É um protocolo de rede usado para fornecer informações de status sobre um host em uma rede TCP/IP. Usa portas UDP.

FTP (File Transfer Protocol): É um protocolo em que a transferência de arquivo é feita de forma rápida e pode ser considerado mais simples. A finalidade do FTP é possibilitar a troca de arquivos, sendo eles arquivos ou dados.

POP3 (Post Office Protocol): Protocolo para recebimento de e-mail, que baixa as mensagens do servidor para a sua máquina. Existem duas versões principais deste protocolo, o POP2 e o POP3, aos quais são atribuídas, respectivamente, as portas 109 e 110, funcionando com o auxílio de comandos de texto completamente diferentes. Uma das suas principais vantagens é a sua característica off-line: o usuário não precisa estar conectado à rede o tempo todo. O funcionamento do POP (atualmente POP3) é semelhante ao de uma caixa-postal dos Correios: um servidor de email recebe e armazena as diversas mensagens. Então o cliente se conecta e se autentica aos servidor da caixa de correio. Com isso, todas as mensagens armazenadas no servidor são transferidas em sequência para a máquina do cliente. No final, a conexão é terminada e o cliente pode ler suas mensagens off-line.

IMAP (Internet Message Access Protocol): É um protocolo alternativo ao POP3, que oferece mais possibilidades. A diferença principal é que o POP baixa as mensagens para o cliente local (e permite que elas sejam armazenadas no servidor, mas não existe sincronia nesse processo). O IMAP4 é a evolução do POP3, sincronizando a caixa de e-mails com o conteúdo do servidor, permitindo que um e-mail seja sincronizado entre vários locais sem perda de mensagens entre locais diferentes. IMAP é o nome do protocolo usado pela maioria dos programas de Webmail. Ele acessa os seus e-mails no servidor como se fosse um acesso remoto ao disco.

TELNET: É um protocolo cliente-servidor usado para permitir a comunicação entre computadores ligados numa rede (ex: rede local / LAN / Internet), baseado em TCP. Telnet é um protocolo pouco seguro, agora o típico é utilizar SSH que é outro protocolo muito similar, embora com melhorias de segurança. Vem sendo gradualmente substituído pelo SSH, cujo conteúdo é criptografado antes de ser enviado.

SSH (Secure Shell): É o protocolo Telnet com segurança (criptografia) onde também permite acessar arquivos remotamente. O SSH se propõe a solucionar o problema da escuta com uma transferência de dados criptografada e com um protocolo de autenticação mais seguro. O Telnet transmite dados em texto puro, até mesmo senhas, através de uma rede ou da internet, o SSH criptografa os dados trafegados entre os computadores, dificultando assim a interceptação dos mesmos por pessoas mal-intencionadas.

DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol): Protocolo de serviço TCP/IP que oferece serviços de configuração dinâmica em redes. Sem que o usuário perceba, ao se conectar em uma rede esse serviço fornece automaticamente endereço IP, máscara de sub-rede e Gateway Padrão. Na maioria das vezes em que você conecta um equipamento a uma rede (local ou remota), um dos motivos de tudo ser tão fácil e rápido é o protocolo DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol).

 

PORTAS MAIS CONHECIDAS

HTTP – 80

HTTPS – 443

DNS – 53

ICMP – 445

SMTP – 25 / 465 SMTP (SSL/TLS)

SNMP – 161

FTP –  20, 21

POP3- 110 / 995 POP (SSL)

IMAP – 220 / 993 IMAP (SSL)

TELNET – 23

SSH – 22

DHCP – O servidor escuta a porta 67 e transmite na porta 68

 

Para mais informações de portas TCP e UDP

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_portas_dos_protocolos_TCP_e_UDP

Lista de Portas: http://www.portalchapeco.com.br/~jackson/portas.htm

 

Conhecemos os diversos protocolos que cerca a internet. Todos eles são extremamente importantes para o estabelecimento da internet como a conhecemos hoje em dia.

 

🙂

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn


Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *